• IgE ESPECÍFICO (0201) - FOLHA DE TABACO

  • IgE ESPECÍFICO (B24) - TABACO

  • IgE ESPECÍFICO (C1) - Drogas - Penicilina G

  • IgE ESPECÍFICO (C2) - Drogas - Dipirona

  • IgE ESPECÍFICO (C2) - Drogas - Penicilina V

  • IgE ESPECÍFICO (C5) - Drogas - Ampicilina

  • IgE ESPECÍFICO (C6) - Drogas - Amoxicilina

  • IgE ESPECÍFICO (C70) - Drogas - Insulina suína

  • IgE ESPECÍFICO (C71) - Drogas - Insulina bovina

  • IgE ESPECÍFICO (C73) - Drogas - Insulina humana

  • IgE ESPECÍFICO (D1) - Ácaros - D. pteronyssinus

  • IgE ESPECÍFICO (D2) - Ácaros - D. farinae

  • IgE ESPECÍFICO (D201) - Ácaros - Blomia tropicalis

  • IgE ESPECÍFICO (D202) - Ácaros - Alérgeno Maior

  • IgE ESPECÍFICO (D205) - Ácaros - Tropomiosina

  • IgE ESPECÍFICO (D3) - Ácaros - D. microceras

  • IgE ESPECÍFICO (D70) - Ácaros - Acarus siro

  • IgE ESPECÍFICO (D71) - Ácaros - L. destructor

  • IgE ESPECÍFICO (D73) - Ácaros - G. domesticus

  • IgE ESPECÍFICO (E1) - Epitélios - Caspa de gato

  • IgE ESPECÍFICO (E2) - Epitélios - Pelo de cão

  • IgE ESPECÍFICO (E201) - Epitélios - P. de canário

  • IgE ESPECÍFICO (E213) - Epitélios - P. de papagaio

  • IgE ESPECÍFICO (E3) - Epitélios - Caspa de cavalo

  • IgE ESPECÍFICO (E4) - Epitélios - Caspa de vaca

  • IgE ESPECÍFICO (E5) - Epitélios - Caspa de cão

  • IgE ESPECÍFICO (E6) - Epitélios - Pelo de cobaia

  • IgE ESPECÍFICO (E7) - Epitélios - Excrem. de pombo

  • IgE ESPECÍFICO (E71) - Epitélios - Pêlo de Camundongo

  • IgE ESPECÍFICO (E72) - Epitélios - Urina de Camundongo

  • IgE ESPECÍFICO (E73) - Epitélios - P. de rato

  • IgE ESPECÍFICO (E74) - Epitélios - Urina de rato

  • IgE ESPECÍFICO (E75) - Epitélios - Soro ratazana

  • IgE ESPECÍFICO (E78) - Epitélios - Penas periquito

  • IgE ESPECÍFICO (E8) - Epitélios - Penas de ganso

  • IgE ESPECÍFICO (E81) - Epitélios - P. de carneiro

  • IgE ESPECÍFICO (E83) - Epitélios - Pêlo de porco

  • IgE ESPECÍFICO (E84) - Epitélios - Pêlo hamster

  • IgE ESPECÍFICO (E85) - Epitélios - P. de galinha

  • IgE ESPECÍFICO (E86) - Epitélios - Penas de pato

  • IgE ESPECÍFICO (E89) - Epitélios - Penas de peru

  • IgE ESPECÍFICO (E90) - Epitélios - Pêlo de gato

  • IgE ESPECÍFICO (F1) - Alimentos - Clara de ovo

  • IgE ESPECÍFICO (F10) - Alimentos - S. sésamo

  • IgE ESPECÍFICO (F105) - Alimentos - Chocolate

  • IgE ESPECÍFICO (F11) - Alimentos - T. mourisco

  • IgE ESPECÍFICO (F12) - Alimentos - Ervilha

  • IgE ESPECÍFICO (F13) - Alimentos - Amendoim

  • IgE ESPECÍFICO (F14) - Alimentos - Grão de soja

  • IgE ESPECÍFICO (F15) - Alimentos - Feijão Branco

  • IgE ESPECÍFICO (F17) - Alimentos - Avelã

  • IgE ESPECÍFICO (F18) - Alimentos - Castanha do Pará

  • IgE ESPECÍFICO (F19) - Alimentos - Mel

  • IgE ESPECÍFICO (F2) - Alimentos - Leite

  • IgE ESPECÍFICO (F20) - Alimentos - Amêndoa

  • IgE ESPECÍFICO (F202) - Alimentos - Caju

  • IgE ESPECÍFICO (F203) - Alimentos - Pistacho

  • IgE ESPECÍFICO (F204) - Alimentos - Truta

  • IgE ESPECÍFICO (F207) - Alimentos - Mexilhão

  • IgE ESPECÍFICO (F208) - Alimentos - Limão

  • IgE ESPECÍFICO (F21) - Alimentos - Maracujá

  • IgE ESPECÍFICO (F214) - Alimentos - Espinafre

  • IgE ESPECÍFICO (F215) - Alimentos - Alface

  • IgE ESPECÍFICO (F218) - Alimentos - Páprica

  • IgE ESPECÍFICO (F225) - Alimentos - Abóbora

  • IgE ESPECÍFICO (F23) - Alimentos - Carangueijo/siri

  • IgE ESPECÍFICO (F231) - Alimentos - Leite fervido

  • IgE ESPECÍFICO (F232) - Alimentos - Ovo albumina

  • IgE ESPECÍFICO (F233) - Alimentos - Ovomucóide

  • IgE ESPECÍFICO (F234) Alimentos Lactose (Proteínas do leite)

  • IgE ESPECÍFICO (F235) - Alimentos - Lentilha

  • IgE ESPECÍFICO (F24) - Alimentos - Camarão

  • IgE ESPECÍFICO (F242) - Alimentos - Cereja

  • IgE ESPECÍFICO (F244) - Alimentos - Pepino

  • IgE ESPECÍFICO (F245) - Alimentos - Ovo

  • IgE ESPECÍFICO (F25) - Alimentos - Tomate

  • IgE ESPECÍFICO (F254) - Alimentos - Solha

  • IgE ESPECÍFICO (F255) - Alimentos - Ameixa

  • IgE ESPECÍFICO (F256) - Alimentos - Noz

  • IgE ESPECÍFICO (F259) - Alimentos - Uva

  • IgE ESPECÍFICO (F26) - Alimentos - Carne de porco

  • IgE ESPECÍFICO (F260) - Alimentos - Brócolis

  • IgE ESPECÍFICO (F27) - Alimentos - Carne de vaca

  • IgE ESPECÍFICO (F280) - Alimentos - Pimenta preta

  • IgE ESPECÍFICO (F284) - Alimentos - Carne de peru

  • IgE ESPECÍFICO (F287) - Feijão Vermelho

  • IgE ESPECÍFICO (F290) - Alimentos - Ostra

  • IgE ESPECÍFICO (F293) - Alimentos - Papaia

  • IgE ESPECÍFICO (F299) - Alimentos - Castanha

  • IgE ESPECÍFICO (F3) - Alimentos - Peixe (bacalhau)

  • IgE ESPECÍFICO (F31) - Alimentos - Cenoura

  • IgE ESPECÍFICO (F329) - Alimentos - Melancia

  • IgE ESPECÍFICO (F33) - Alimentos - Laranja

  • IgE ESPECÍFICO (F34) - Alimentos - Tangerina

  • IgE ESPECÍFICO (F35) - Alimentos - Batata

  • IgE ESPECÍFICO (F351) - Alimentos - Tropomiosina, Camarão

  • IgE ESPECÍFICO (F36) - Alimentos - Côco

  • IgE ESPECÍFICO (F37) - Alimentos - Mexilhão Azul

  • IgE ESPECÍFICO (F4) - Alimentos - Trigo

  • IgE ESPECÍFICO (F40) - Alimentos - Atum

  • IgE ESPECÍFICO (F41) - Alimentos - Salmão

  • IgE ESPECÍFICO (F416) - Alimentos - 19 Ômega-5 Gliadina

  • IgE ESPECÍFICO (F44) - Alimentos - Morango

  • IgE ESPECÍFICO (F45) - Alimentos - Levedura

  • IgE ESPECÍFICO (F47) - Alimentos - Alho

  • IgE ESPECÍFICO (F48) - Alimentos - Cebola

  • IgE ESPECÍFICO (F49) - Alimentos - Maçã

  • IgE ESPECÍFICO (F5) - Alimentos - Centeio

  • IgE ESPECÍFICO (F50) - Alimentos - Sarda

  • IgE ESPECÍFICO (F54) - Alimentos - Batata doce

  • IgE ESPECÍFICO (F55) - Alimentos - Milho Miúdo

  • IgE ESPECÍFICO (F58) - Alimentos - Lula

  • IgE ESPECÍFICO (F59) - Alimentos - Polvo

  • IgE ESPECÍFICO (F6) - Alimentos - Cevada

  • IgE ESPECÍFICO (F61) - Alimentos - Sardinha

  • IgE ESPECÍFICO (F7) - Alimentos - Aveia

  • IgE ESPECÍFICO (F75) - Alimentos - Gema de ovo

  • IgE ESPECÍFICO (F76) - Alimentos A-lactoalbumina

  • IgE ESPECÍFICO (F77) - Alimentos B-lactoglobulina

  • IGE especifico (f78) Alimentos - caseina

  • IgE ESPECÍFICO (F79) - Alimentos - Glúten

  • IgE ESPECÍFICO (F8) - Alimentos - Milho

  • IgE ESPECÍFICO (F80) - Alimentos - Lagosta

  • IgE ESPECÍFICO (F81) - Alimentos - Queijo Cheddar

  • IgE ESPECÍFICO (F82) - Alimentos - Queijo Gorgonzola

  • IgE ESPECÍFICO (F83) - Alimentos - Carne galinha

  • IgE ESPECÍFICO (F84) - Alimentos - Kiwi

  • IgE ESPECÍFICO (F85) - Alimentos - Aipo

  • IgE ESPECÍFICO (F87) - Alimentos - Melão

  • IgE ESPECÍFICO (F88) - Alimentos - Carne carneiro

  • IgE ESPECÍFICO (F89) - Alimentos - Mostarda

  • IgE ESPECÍFICO (F9) - Alimentos - Arroz

  • IgE ESPECÍFICO (F90) - Alimentos - Malte

  • IgE ESPECÍFICO (F91) - Alimentos - Manga

  • IgE ESPECÍFICO (F92) - Alimentos - Banana

  • IgE ESPECÍFICO (F93) - Alimentos - Cacau

  • IgE ESPECÍFICO (F94) - Alimentos - Pêra

  • IgE ESPECÍFICO (F95) - Alimentos - Pêssego

  • IgE ESPECÍFICO (F96) - Alimentos - Abacate

  • IgE ESPECÍFICO (G1) - Gramíneas - Feno de cheiro

  • IgE ESPECÍFICO (G10) - Gramíneas- Zaburro de alepo

  • IgE ESPECÍFICO (G11) - Gramíneas - Bromus inermis

  • IgE ESPECÍFICO (G12) - Gramíneas - Centeio

  • IgE ESPECÍFICO (G14) - Gramíneas - Aveia

  • IgE ESPECÍFICO (G15) - Gramíneas - Trigo

  • IgE ESPECÍFICO (G17) - Gramíneas Paspalum notatum

  • IgE ESPECÍFICO (G2) - Gramíneas - Grama

  • IgE ESPECÍFICO (G202) - Gramíneas - Milho

  • IgE ESPECÍFICO (G3) - Gramíneas - Panasco

  • IgE ESPECÍFICO (G4) - Gramíneas - Sargasso bravo

  • IgE ESPECÍFICO (G5) - Gramíneas - Azévem

  • IgE ESPECÍFICO (G6) - Gramíneas - Rabo de gato

  • IgE ESPECÍFICO (G8) - Gramíneas - Erva de febra

  • IgE ESPECÍFICO (H1) - Pó de casa - Greer labs

  • IgE ESPECÍFICO (H2) - Pó de casa - Hollister-Stier

  • IgE ESPECÍFICO (I1) - Venenos - Abelha

  • IgE ESPECÍFICO (I2) - Vespa cabeça branca

  • IgE ESPECÍFICO (I3) - Venenos - Vespa Capa Amarela

  • IgE ESPECÍFICO (I4) - Venenos - Marimbondo

  • IgE ESPECÍFICO (I5) - Venenos - Vespa amarela

  • IgE ESPECÍFICO (I6) - Insetos - Barata

  • IgE ESPECÍFICO (I70) - Insetos - Formiga

  • IgE ESPECÍFICO (I71) - Insetos - Mosquito comum

  • IgE ESPECÍFICO (I72 - Insetos - C. lewisi

  • IgE ESPECÍFICO (I73) - Insetos - Larva de sangue

  • IgE ESPECÍFICO (I75) - Venenos - Vespa européia

  • IgE ESPECÍFICO (I76) - Insetos - T. angustum

  • IgE ESPECÍFICO (I8) - Insetos - Traça

  • IgE ESPECÍFICO (K20) - Ocupacionais - Lã

  • IgE ESPECÍFICO (K70) - Ocupacionais - Grão de café

  • IgE ESPECÍFICO (K73) - Ocupacionais - S. brava

  • IgE ESPECÍFICO (K75) - Ocupacionais Isocianato TDI

  • IgE ESPECÍFICO (K78) - Ocupacionais Ó. de etileno

  • IgE ESPECÍFICO (K80) - Ocupacionais - Formaldeído

  • IgE ESPECÍFICO (K80) - Ocupacionais - Formalina

  • IgE ESPECÍFICO (K82) - Ocupacionais - Latex

  • IgE ESPECÍFICO (K83) - Ocupacionais - Algodão sem.

  • IgE ESPECÍFICO (K85) - Ocupacionais - Chloramina

  • IgE ESPECÍFICO (K86) - Ocupacionais - An. trimeli.

  • IgE ESPECÍFICO (M1) - Fungos - P. notatum

  • IgE ESPECÍFICO (M1) - Fungos - Penicillium notatum

  • IgE ESPECÍFICO (M10) - Fungos - S. botryosum

  • IgE ESPECÍFICO (M11) - Fungos - R. nigricans

  • IgE ESPECÍFICO (M14) - Fungos - E. purpuranscens

  • IgE ESPECÍFICO (M2) - Fungos - C. herbarum

  • IgE ESPECÍFICO (M2) - Fungos - Cladosporium herbarum

  • IgE ESPECÍFICO (M207) - Fungos - Aspergillus niger

  • IgE ESPECÍFICO (M3) - Fungos - A. fumigatus

  • IgE ESPECÍFICO (M5) - Fungos - Candida albicans

  • IgE ESPECÍFICO (M6) - Fungos - A. alternata

  • IgE ESPECÍFICO (M7) - Fungos - Botrytis cinerea

  • IgE ESPECÍFICO (M70) - Fungos - P. orbiculare

  • IgE ESPECÍFICO (M8) - Fungos - H. halodes

  • IgE ESPECÍFICO (M9) - Fungos - F. moniliforme

  • IgE ESPECÍFICO (O1) - Miscelânia - Algodão

  • IgE ESPECÍFICO (P1) - Parasitas - Ascaris

  • IgE ESPECÍFICO (P2) - Parasitas - Echinococcus

  • IgE ESPECÍFICO (T1) - Árvores - Bôrdo

  • IgE ESPECÍFICO (T11) - Árvores - Plátano

  • IgE ESPECÍFICO (T16) - Árvores - Pinheiro

  • IgE ESPECÍFICO (T18) - Árvores - Eucalipto

  • IgE ESPECÍFICO (T19) - Árvores - Acácia

  • IgE ESPECÍFICO (T21) - Árvores - M. leucadendron

  • IgE ESPECÍFICO (T210) - Árvores - Alfena

  • IgE ESPECÍFICO (T23) - Árvores - Cipestre

  • IgE ESPECÍFICO (T3) - Árvores - Vidoeiro

  • IgE ESPECÍFICO (T7) - Árvores - Carvalho

  • IgE ESPECÍFICO (W1) - E. Daninhas - A. elatior

  • IgE ESPECÍFICO (W10) - E. Daninhas - Pé de ganso

  • IgE ESPECÍFICO (W11) - E. Daninhas - Espinhosa

  • IgE ESPECÍFICO (W5 - E. Daninhas - Lasna, sintro

  • IgE ESPECÍFICO (W6) - E. Daninhas - A. verdadeira

  • IgE ESPECÍFICO (W7) - E. Daninhas - Margarida

  • IgE ESPECÍFICO (W9) - E. Daninhas - Corrijó

  • IgE MULTIPLO (EP1) - Animais

  • IgE MULTIPLO (EX70) - Animais

  • IgE MULTIPLO (EX71) - Penas

  • IgE MULTIPLO (EX72) - Penas

  • IgE MULTIPLO (FX1) - Alimentos 1

  • IgE MULTIPLO (FX2) - Alimentos 2

  • IgE MULTIPLO (FX3) - Alimentos 3

  • IgE MULTIPLO (FX5) - Alimentos 5

  • IgE MULTIPLO (GX1) - Gramineas

  • IgE MULTIPLO (GX2) - Gramineas

  • IgE MULTIPLO (HX2) - Pó de casa

  • IgE MULTIPLO (MX1) - Fungos e leveduras

  • IgE MULTIPLO (WX7) - Ervas daninhas

  • IgE PAINEL (DP1) - Particulas

  • IgE PAINEL (EP1) - Animais 1

  • IgE PAINEL (EP6) - Alimentos 6

  • IgE PAINEL (EX2) - Epitélios

  • IgE PAINEL (EX70) - Animais 70

  • IgE PAINEL (EX71) - Animais 71

  • IgE PAINEL (EX72) - Animais 72

  • IgE PAINEL (FX1) - Alimentos 1

  • IgE PAINEL (FX13) - Alimentos 13

  • IgE PAINEL (FX15) - Alimentos 15

  • IgE PAINEL (FX16) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX18) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX2) - Alimentos 2

  • IgE PAINEL (FX20) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX3) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX5E) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX7) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX73) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX74) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX8) - Alimentos

  • IgE PAINEL (FX9) - Alimentos

  • IgE PAINEL (GP1M) - Gramíneas

  • IgE PAINEL (GX1) - Gramíneas

  • IgE PAINEL (GX2) - Gramíneas

  • IgE PAINEL (GX3) - Gramíneas

  • IgE PAINEL (GX4) - Gramíneas

  • IgE PAINEL (HP1) - Poeira 1

  • IgE PAINEL (HP1) - Poeira 1

  • IgE PAINEL (HX2) - Pó de casa

  • IgE PAINEL (IP6) - Inalantes 6

  • IgE PAINEL (MX1) - Fungos 1

  • IgE PAINEL (MX1) - Fungos e leveduras

  • IgE PAINEL (PAX2) - Ocupacionais

  • IgE PAINEL (TP7) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX1) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX2) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX3) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX4) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX5) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX6) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX7) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX8) - Árvores

  • IgE PAINEL (TX9) - Árvores

  • IgE PAINEL (WX2) - Ervas daninhas

  • IgE PAINEL (WX5) - Ervas daninhas

  • IgE PAINEL (WX7) - Ervas daninhas

  • IgE RAST (C1) - Drogas - Penicilina G

  • IgE RAST (C2) - Drogas - Penicilina V

  • IgE RAST (C5) - Drogas - Ampicilina

  • IgE RAST (C6) - Drogas - Amoxicilina

  • IgE RAST (C70) - Insulina Suína

  • IgE RAST (C71) - Drogas - Insulina Bovina

  • IgE RAST (D1) - Ácaros - D. pteronyssinus

  • IgE RAST (D2) - Ácaros - Dermatophagoides farinae

  • IgE RAST (D201) - Ácaros - Blomia tropicalis

  • IgE RAST (D3) - Ácaros - Dermatophagoides microcera

  • IgE RAST (D70) - Ácaros - Acarus siro

  • IgE RAST (D72) - Ácaros - T. putrescentiae

  • IgE RAST (D73) - Ácaros - G. domesticus

  • IgE RAST (E1) - Epitélios - Caspa e pelo de gato

  • IgE RAST (E2) - Epitélios - Pelo de cão

  • IgE RAST (E201) - Epitélios - Penas de Canário

  • IgE RAST (E3) - Epitélios - Caspa de Cavalo

  • IgE RAST (E4) - Epitélios - Pêlo de Vaca

  • IgE RAST (E5) - Epitélios - Pêlo de Cão

  • IgE RAST (E81) - Epitélios - Pelo de carneiro

  • IgE RAST (E82) - Epitélios - Pelo de coelho

  • IgE RAST (E85) - Epitélios - Penas de Galinha

  • IgE RAST (E87) - Epitélios - Ratazana

  • IgE RAST (E90) - Epitélios - Pelo de gato

  • IgE RAST (F1) - Alimentos - Clara de ovo

  • IgE RAST (F10) - Alimentos - Gergelim

  • IgE RAST (F105) - Alimentos - Chocolate

  • IgE RAST (F11) - Alimentos - T. mourisco

  • IgE RAST (F12) - Alimentos - Ervilha

  • IgE RAST (F13) - Alimentos - Amendoim

  • IgE RAST (F15) - Alimentos - Feijão Branco

  • IgE RAST (F17) - Alimentos - Avelã

  • IgE RAST (F18) - Alimentos - Castanha do Pará

  • IgE RAST (F2) - Alimentos - Leite

  • IgE RAST (F20) - Alimentos - Amêndoa

  • IgE RAST (F202) - Alimentos - Caju

  • IgE RAST (F204) - Alimentos - Truta

  • IgE RAST (F215) - Alimentos - Alface

  • IgE RAST (F225) - Alimentos - Abóbora

  • IgE RAST (F23) - Alimentos - Carangueijo

  • IgE RAST (F232) - Alimentos - Ovo Albumina

  • IgE RAST (F24) - Alimentos - Camarão

  • IgE RAST (F245) - Alimentos - Ovo

  • IgE RAST (F255) - Alimentos - Ameixa

  • IgE RAST (F256) - Alimentos - Noz

  • IgE RAST (F258) - Alimentos - Lula

  • IgE RAST (F259) - Alimentos - Uva

  • IgE RAST (F26) - Alimentos - Carne de porco

  • IgE RAST (F263) - Alimentos - Pimenta do reino (verde)

  • IgE RAST (F27) - Alimentos - Carne de vaca

  • IgE RAST (F271) - Alimentos - Anis

  • IgE RAST (F290) Alimentos - Ostra

  • IgE RAST (F299) - Alimentos - Castanha

  • IgE RAST (F3) - Alimentos - Peixe (Bacalhau)

  • IgE RAST (F308) - Alimentos - Sardinha

  • IgE RAST (F31) - Alimentos - Cenoura

  • IgE RAST (F33) - Alimentos - Laranja

  • IgE RAST (F340) - Alimentos - Aditivos - Vermelho Carmim

  • IgE RAST (F35) - Alimentos - Batata

  • IgE RAST (F4) - Alimentos - Trigo

  • IgE RAST (F40) - Alimentos - Atum

  • IgE RAST (F44) - Alimentos - Morango

  • IgE RAST (F49) - Alimentos - Maçã

  • IgE RAST (F5) - Alimentos - Centeio

  • IgE RAST (F59) - Alimentos - Polvo

  • IgE RAST (F6) - Alimentos - Cevada

  • IgE RAST (F61) - Alimentos - Sardinha

  • IgE RAST (F7) - Alimentos - Aveia

  • IgE RAST (F75) - Alimentos - Gema de ovo

  • IgE RAST (F76) - Alimentos - A-lactoalbumina

  • IgE RAST (F77) - Alimentos - B-lactoglobulina

  • IgE RAST (F78) - Alimentos - Caseína

  • IgE RAST (F79) - Alimentos - Glúten

  • IgE RAST (F8) - Alimentos - Milho

  • IgE RAST (F80) - Alimentos - Lagosta Vermelha

  • IgE RAST (F81) - Alimentos - Queijo - Tipo Cheddar

  • IgE RAST (F82) - Alimentos - Queijo

  • IgE RAST (F83) - Alimentos - Carne de galinha

  • IgE RAST (F84) - Alimentos - Kiwi

  • IgE RAST (F87) - Alimentos - Melão

  • IgE RAST (F9) - Alimentos - Arroz

  • IgE RAST (F91) - Alimentos - Manga

  • IgE RAST (F92) - Alimentos - Banana

  • IgE RAST (F93) - Alimentos - Cacau

  • IgE RAST (F94) - Alimentos - Pera

  • IgE RAST (F95) - Alimentos - Pêssego

  • IgE RAST (F96) - Alimentos - Abacate

  • IgE RAST (FX20) - Painel - Alimentos

  • IgE RAST (G12) - Gamíneas - Centeio Cultivado

  • IgE RAST (G3) Gramíneas - Erva Caracol

  • IgE RAST (G6) Gramíneas - Pleum pratense

  • IgE RAST (H2) - Pó de casa - Hollister-Stier

  • IgE RAST (I1) - Venenos - Abelha

  • IgE RAST (I3) - Venenos - Vespa capa amarela

  • IgE RAST (I4) - Venenos - Marimbondo

  • IgE RAST (I6) - Insetos - Barata

  • IgE RAST (I70) - Insetos - Formiga

  • IgE RAST (I71) - Insetos - Mosquito comum

  • IgE RAST (I73) - Insetos - Mosca de Cavalo (I204)

  • IgE RAST (K70) - Ocupacionais - Grão de café

  • IgE RAST (K82) - Ocupacionais - Latex

  • IgE RAST (M6) - Fungos - A. tenuis

  • IgE RAST (T3) - Pólens de Árvores - Bétula

  • IgE RAST (T4) - Pólens de Árvores - Aveleira

  • IgE RAST (UF300) - Alimentos - Leite de cabra

  • IgE RAST Phadiatop - Infantil

  • IgE RAST Phadiatop - Phadiatop

  • IGFBP-3 - Proteína ligadora IGF-I tipo 3

  • IGFBP-3 - Proteína ligadora IGF-I tipo 3 - Curva

  • IGG - 1 - Subclasse de IgG

  • IGG - 2 - Subclasse de IgG

  • IGG - 3 - Subclasse de IgG

  • IGG - 4 - Subclasse de IgG

  • IMIPRAMINA/DESIPRAMINA

  • IMUNO-HISTOQUÍMICO - PAINEL NEOPLASIA

  • IMUNOCOMPLEXOS CIRCULANTES

  • IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNA URINÁRIO

  • IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNA URINÁRIO AMOSTRA ISOLADA

  • IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS

  • IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS - Descritivo

  • Imunofenotipagem para Linfócitos T CD3 e B CD19

  • Imunofenotipagem para Linfócitos T CD3/Subpopulação CD4 -CD8

  • IMUNOGLOBULINA A - IgA

  • IMUNOGLOBULINA A (IgA) - LCR

  • IMUNOGLOBULINA A (IgA) - Secretora

  • IMUNOGLOBULINA A (IgA) - Urina

  • IMUNOGLOBULINA D - IgD

  • IMUNOGLOBULINA E - IgE

  • IMUNOGLOBULINA G - IgG

  • IMUNOGLOBULINA G - IgG - Nefelometria

  • IMUNOGLOBULINA G (IgG) - LCR

  • IMUNOGLOBULINA G (IgG) - Urina

  • IMUNOGLOBULINA M - IgM

  • IMUNOGLOBULINA M (IgM) - LCR

  • INDICE DE ANDROGENOS LIVRES (IAL)

  • ÍNDICE DE HOMA - BETA

  • ÍNDICE DE HOMA - IR

  • ÍNDICE DE QUICKI

  • ÍNDICE TIROXINA LIVRE

  • INFLUENZA A Anti IgG

  • INFLUENZA A Anti IgM

  • INIBIDOR DE C1 - ESTERASE

  • INIBIDOR DO FATOR VIII - Pesquisa

  • INIBIDOR TECIDUAL DO PLASMINOGENIO

  • INIBINA A

  • INIBINA B

  • INSULINA

  • INSULINA - Curva

  • INTERLEUCINA 10

  • INTERLEUCINA 6

  • INTERLIGADORES C-TERMINAIS DO COLAGENO TIPO I

  • IODO PROTEÍCO

  • ISOAGLUTININAS

  • ISOENZIMAS DA AMILASE

  • ISOSPORA - Pesquis

IgE ESPECÍFICO (0201) – FOLHA DE TABACO

Código: 0201

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 4 dias

Temperatura: Congelado

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: detecção de possíveis respostas alérgicas a várias substâncias específicas ambientais, de natureza animal ou vegetal ou mesmo sintética, respiratórias ou alimentares; diagnóstico diferencial de eczema atópico, alergias respiratórias e asma. A imunoglobulina E é uma classe de anticorpos que medeia uma variedade de reações de hipersensibilidade, por degranulação de basófilos e mastócitos. A presença de IgE específica para determinado alérgeno, em quantidades superiores ao referencial, pode estar associada a um aumento de risco relativo para o desenvolvimento de sintomas de hipersensibilidade mediada por IgE, principalmente em indivíduos atópicos. Os níveis de IgE específica nem sempre estão associados à severidade dos quadros

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (B24) – TABACO

Código: B24

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração.

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: detecção de possíveis respostas alérgicas a várias substâncias específicas ambientais, de natureza animal ou vegetal ou mesmo sintética, respiratórias ou alimentares; diagnóstico diferencial de eczema atópico, alergias respiratórias e asma. A imunoglobulina E é uma classe de anticorpos que medeia uma variedade de reações de hipersensibilidade, por degranulação de basófilos e mastócitos. A presença de IgE específica para determinado alérgeno, em quantidades superiores ao referencial, pode estar associada a um aumento de risco relativo para o desenvolvimento de sintomas de hipersensibilidade mediada por IgE, principalmente em indivíduos atópicos. Os níveis de IgE específica nem sempre estão associados à severidade dos quadros.

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/

IgE ESPECÍFICO (C1) – Drogas – Penicilina G

Código: EC1

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: detecção de possíveis respostas alérgicas a várias substâncias específicas ambientais, de natureza animal ou vegetal ou mesmo sintética, respiratórias ou alimentares; diagnóstico diferencial de eczema atópico, alergias respiratórias e asma. A imunoglobulina E é uma classe de anticorpos que medeia uma variedade de reações de hipersensibilidade, por degranulação de basófilos e mastócitos. A presença de IgE específica para determinado alérgeno, em quantidades superiores ao referencial, pode estar associada a um aumento de risco relativo para o desenvolvimento de sintomas de hipersensibilidade mediada por IgE, principalmente em indivíduos atópicos. Os níveis de IgE específica nem sempre estão associados à severidade dos quadros.

 

Referência: Concentração de anticorpos IgE especificos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C2) – Drogas – Dipirona

Código: C297

Material: soro

Sinônimo: Metamizol

Volume: 1.0 mL

Método: Enzimaimunoensaio

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE especificos (U/mL) Classe 0: < 0,35 Classe 1: 0,35 a 0,70 Classe 2: 0,70 a 3,50 Classe 3: 3,50 a 17,50 Classe 4: 17,50 a 50,00 Classe 5: 50,00 a 100,00 Classe 6: > 100,00

IgE ESPECÍFICO (C2) – Drogas – Penicilina V

Código: C2

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE especificos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C5) – Drogas – Ampicilina

Código: C5

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de anticorpos IgE especificos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C6) – Drogas – Amoxicilina

Código: C6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE especificos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C70) – Drogas – Insulina suína

Código: C70

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C71) – Drogas – Insulina bovina

Código: C71

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (C73) – Drogas – Insulina humana

Código: C73

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D1) – Ácaros – D. pteronyssinus

Código: D1

Material: soro

Sinônimo: Dermatophagoide pteronyssinus

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D2) – Ácaros – D. farinae

Código: D2

Material: soro

Sinônimo: Dermatophagoides farinae

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D201) – Ácaros – Blomia tropicalis

Código: D201

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D202) – Ácaros – Alérgeno Maior

Código: D202

Material: soro

Sinônimo: nDer p 1

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (D205) – Ácaros – Tropomiosina

Código: D205

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (D3) – Ácaros – D. microceras

Código: D3

Material: soro

Sinônimo: Dermatophagoide microceras

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D70) – Ácaros – Acarus siro

Código: D70

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D71) – Ácaros – L. destructor

Código: D71

Material: soro

Sinônimo: Lepidoglyphus destructor

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (D73) – Ácaros – G. domesticus

Código: D73

Material: soro

Sinônimo: Glycyphagus domesticus

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E1) – Epitélios – Caspa de gato

Código: E1.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E2) – Epitélios – Pelo de cão

Código: E2

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E201) – Epitélios – P. de canário

Código: E201

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E213) – Epitélios – P. de papagaio

Código: E213

Material: soro

Sinônimo: Penas de papagaio

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E3) – Epitélios – Caspa de cavalo

Código: E3

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E4) – Epitélios – Caspa de vaca

Código: E4

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E5) – Epitélios – Caspa de cão

Código: E5

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E6) – Epitélios – Pelo de cobaia

Código: E6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E7) – Epitélios – Excrem. de pombo

Código: E7

Material: soro

Sinônimo: Escremento de pombo

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E71) – Epitélios – Pêlo de Camundongo

Código: E71

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E72) – Epitélios – Urina de Camundongo

Código: E72

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E73) – Epitélios – P. de rato

Código: E73

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E74) – Epitélios – Urina de rato

Código: E74

Material: soro

Sinônimo: proteínas de urina de rato

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E75) – Epitélios – Soro ratazana

Código: E75

Material: soro

Sinônimo: Proteínas soro-ratazana

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E78) – Epitélios – Penas periquito

Código: E78

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E8) – Epitélios – Penas de ganso

Código: E8

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E81) – Epitélios – P. de carneiro

Código: E81

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E83) – Epitélios – Pêlo de porco

Código: E83

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E84) – Epitélios – Pêlo hamster

Código: E84

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E85) – Epitélios – P. de galinha

Código: E85

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E86) – Epitélios – Penas de pato

Código: E86

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E89) – Epitélios – Penas de peru

Código: E89

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (E90) – Epitélios – Pêlo de gato

Código: E90

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F1) – Alimentos – Clara de ovo

Código: F1.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F10) – Alimentos – S. sésamo

Código: F10

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F105) – Alimentos – Chocolate

Código: F105

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F11) – Alimentos – T. mourisco

Código: F11

Material: soro

Sinônimo: Trigo mourisco

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F12) – Alimentos – Ervilha

Código: F12

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F13) – Alimentos – Amendoim

Código: F13

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F14) – Alimentos – Grão de soja

Código: F14

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F15) – Alimentos – Feijão Branco

Código: F15

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F17) – Alimentos – Avelã

Código: F17

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F18) – Alimentos – Castanha do Pará

Código: F18

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F19) – Alimentos – Mel

Código: F19

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F2) – Alimentos – Leite

Código: F2

Material: soro

Sinônimo: leite da vaca (Bos spp.)

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F20) – Alimentos – Amêndoa

Código: F20

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F202) – Alimentos – Caju

Código: F202

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F203) – Alimentos – Pistacho

Código: F203

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F204) – Alimentos – Truta

Código: F204

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F207) – Alimentos – Mexilhão

Código: F207

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F208) – Alimentos – Limão

Código: F208

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F21) – Alimentos – Maracujá

Código: F21

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F214) – Alimentos – Espinafre

Código: F214

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F215) – Alimentos – Alface

Código: F215

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F218) – Alimentos – Páprica

Código: F218

Material: soro

Sinônimo: Pimentão doce

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F225) – Alimentos – Abóbora

Código: F225

Material: soro

Sinônimo: Abóbora

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F23) – Alimentos – Carangueijo/siri

Código: F23

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F231) – Alimentos – Leite fervido

Código: F231

Material: soro

Sinônimo: leite da vaca (Bos spp.)

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F232) – Alimentos – Ovo albumina

Código: F232

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F233) – Alimentos – Ovomucóide

Código: F233

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F234) Alimentos Lactose (Proteínas do leite)

Código: F234

Material: soro

Sinônimo: Proteínas do leite ( F76 , F77, F78 )

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 9 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

É importante diferenciar Alergia Alimentar de outras reações a alimentos e, principalmente, de uma delas que a população confunde bastante, que é a Intolerância Alimentar. O açúcar do leite é chamado de lactose. A perda de capacidade de digestão da lactose (para os médicos, intolerância) que ocorre em uma parte dos adultos é diferente de alergia. Quanto a alergia, salientamos que, como outros açúcares , a LACTOSE, para espanto de muita gente , NÃO CAUSA ALERGIA . As proteínas do leite, sim ! Estas é que têm o poder de induzir inchaço, manchas pelo corpo, rinite, crises de tosse, de asma (chamada de bronquite), refluxo (volta do ácido do estômago) e sangramento intestinal. Desta forma o Laboratório Alvaro quando solicitado a realizar Ige específico Lactose estará realizando as proteínas do leite , que são os agentes causadores de alergia. Sendo assim, ALERGIA AO LEITE(proteínas do leite) é diferente de INTOLERÂNCIA A LACTOSE.

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Obs.: A Lactose, como todos os carboidratos, não tem resposta mediada por IgE, portanto, não existe alergia a Lactose. As proteínas do leite que podem iniciar um processo alérgico são: a Alfa lactoal - bumina, Beta lactoglobulina e Caseína. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F234) Alimentos Lactose (Proteínas do leite)

Código: F234

Material: soro

Sinônimo: Proteínas do leite ( F76 , F77, F78 )

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 9 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

É importante diferenciar Alergia Alimentar de outras reações a alimentos e, principalmente, de uma delas que a população confunde bastante, que é a Intolerância Alimentar. O açúcar do leite é chamado de lactose. A perda de capacidade de digestão da lactose (para os médicos, intolerância) que ocorre em uma parte dos adultos é diferente de alergia. Quanto a alergia, salientamos que, como outros açúcares , a LACTOSE, para espanto de muita gente , NÃO CAUSA ALERGIA . As proteínas do leite, sim ! Estas é que têm o poder de induzir inchaço, manchas pelo corpo, rinite, crises de tosse, de asma (chamada de bronquite), refluxo (volta do ácido do estômago) e sangramento intestinal. Desta forma o Laboratório Alvaro quando solicitado a realizar Ige específico Lactose estará realizando as proteínas do leite , que são os agentes causadores de alergia. Sendo assim, ALERGIA AO LEITE(proteínas do leite) é diferente de INTOLERÂNCIA A LACTOSE.

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Obs.: A Lactose, como todos os carboidratos, não tem resposta mediada por IgE, portanto, não existe alergia a Lactose. As proteínas do leite que podem iniciar um processo alérgico são: a Alfa lactoal - bumina, Beta lactoglobulina e Caseína. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F235) – Alimentos – Lentilha

Código: F235

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F24) – Alimentos – Camarão

Código: F24

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F242) – Alimentos – Cereja

Código: F242

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F244) – Alimentos – Pepino

Código: F244.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F245) – Alimentos – Ovo

Código: F245

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª 4ª 6 e feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F25) – Alimentos – Tomate

Código: F25

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F254) – Alimentos – Solha

Código: F254

Material: soro

Sinônimo: Linguado

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F255) – Alimentos – Ameixa

Código: F255

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F256) – Alimentos – Noz

Código: F256

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F259) – Alimentos – Uva

Código: F259

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F26) – Alimentos – Carne de porco

Código: F26

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F260) – Alimentos – Brócolis

Código: F260

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F27) – Alimentos – Carne de vaca

Código: F27

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F280) – Alimentos – Pimenta preta

Código: F280

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F284) – Alimentos – Carne de peru

Código: F284

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F287) – Feijão Vermelho

Código: UF287

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F290) – Alimentos – Ostra

Código: F290

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F293) – Alimentos – Papaia

Código: F293

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F299) – Alimentos – Castanha

Código: F299

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F3) – Alimentos – Peixe (bacalhau)

Código: F3

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F31) – Alimentos – Cenoura

Código: F31

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F329) – Alimentos – Melancia

Código: UF329

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F33) – Alimentos – Laranja

Código: F33

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F34) – Alimentos – Tangerina

Código: F34

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F35) – Alimentos – Batata

Código: F35

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F351) – Alimentos – Tropomiosina, Camarão

Código: F351

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F36) – Alimentos – Côco

Código: F36

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F37) – Alimentos – Mexilhão Azul

Código: UF37

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F4) – Alimentos – Trigo

Código: F4.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F40) – Alimentos – Atum

Código: F40

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F41) – Alimentos – Salmão

Código: UF41

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F416) – Alimentos – 19 Ômega-5 Gliadina

Código: F416

Material: soro

Sinônimo: Trigo

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F44) – Alimentos – Morango

Código: F44

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F45) – Alimentos – Levedura

Código: F45

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F47) – Alimentos – Alho

Código: UF47

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE ESPECÍFICO (F48) – Alimentos – Cebola

Código: F48

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F49) – Alimentos – Maçã

Código: F49

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F5) – Alimentos – Centeio

Código: F5

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F50) – Alimentos – Sarda

Código: F50

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F54) – Alimentos – Batata doce

Código: F54

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F55) – Alimentos – Milho Miúdo

Código: F55

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F58) – Alimentos – Lula

Código: F58

Material: soro

Sinônimo: Lula pacífico

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F59) – Alimentos – Polvo

Código: F59

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F6) – Alimentos – Cevada

Código: F6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F61) – Alimentos – Sardinha

Código: F61

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F7) – Alimentos – Aveia

Código: F7

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F75) – Alimentos – Gema de ovo

Código: F75

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F76) – Alimentos A-lactoalbumina

Código: F76

Material: soro

Sinônimo: Alfa-lactoalbumina

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F77) – Alimentos B-lactoglobulina

Código: F77

Material: soro

Sinônimo: Beta-lactoglobulina

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IGE especifico (f78) Alimentos – caseina

Código: F78

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F79) – Alimentos – Glúten

Código: F79

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F8) – Alimentos – Milho

Código: F8.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F80) – Alimentos – Lagosta

Código: F80

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F81) – Alimentos – Queijo Cheddar

Código: F81

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F82) – Alimentos – Queijo Gorgonzola

Código: F82

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F83) – Alimentos – Carne galinha

Código: F83

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta:

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F84) – Alimentos – Kiwi

Código: F84

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F85) – Alimentos – Aipo

Código: F85

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F87) – Alimentos – Melão

Código: F87

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F88) – Alimentos – Carne carneiro

Código: F88

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F89) – Alimentos – Mostarda

Código: F89

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F9) – Alimentos – Arroz

Código: F9.

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F90) – Alimentos – Malte

Código: F90

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F91) – Alimentos – Manga

Código: F91

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F92) – Alimentos – Banana

Código: F92

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F93) – Alimentos – Cacau

Código: F93

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

IgE ESPECÍFICO (F94) – Alimentos – Pêra

Código: F94

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (KU/L) Classe 0: < 0,10 : Ausente ou indetectável Classe 0: 0,10 a 0,34 : Muito baixo Classe 1: 0,35 a 0,69 : Baixo Classe 2: 0,70 a 3,49 : Moderado Classe 3: 3,50 a 17,49 : Alto Classe 4: 17,50 a 52,49 : Muito alto Classe 5: 52,50 a 99,99 : Muito alto Classe 6: >= 100 : Extremamente alto *Classe 0 não detectável pela 2a geração de testes

 

IgE RAST (F96) – Alimentos – Abacate

Código: UF96

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta:

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

 

IgE RAST (FX20) – Painel – Alimentos

Código: UFX20

Material: soro

Sinônimo: Trigo, centeio, cevada e arroz

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (G12) – Gamíneas – Centeio Cultivado

Código: UG12

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (G3) Gramíneas – Erva Caracol

Código: UG3

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (G6) Gramíneas – Pleum pratense

Código: UG6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (H2) – Pó de casa – Hollister-Stier

Código: UH2

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I1) – Venenos – Abelha

Código: UI1

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I3) – Venenos – Vespa capa amarela

Código: UI3

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I4) – Venenos – Marimbondo

Código: UI4

Material: soro

Sinônimo: Vespa do Papel

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto

IgE RAST (I6) – Insetos – Barata

Código: UI6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I70) – Insetos – Formiga

Código: UI70

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I71) – Insetos – Mosquito comum

Código: UI71

Material: soro

Sinônimo: Pernilongo

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (I73) – Insetos – Mosca de Cavalo (I204)

Código: UI204

Material: soro

Sinônimo: Tabanus spp.

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (K70) – Ocupacionais – Grão de café

Código: UK70

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (K82) – Ocupacionais – Latex

Código: UK82

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (M6) – Fungos – A. tenuis

Código: UM6

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (T3) – Pólens de Árvores – Bétula

Código: UT3

Material: soro

Sinônimo: Betula verrucosa

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (T4) – Pólens de Árvores – Aveleira

Código: UT4

Material: soro

Sinônimo: Corylus avellana

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST (UF300) – Alimentos – Leite de cabra

Código: UF300

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST Phadiatop – Infantil

Código: PHADI1

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

O Phadiatop Infant consiste em um pool dos principais alérgenos inalantes e alimentares, responsaveis por sintomas comuns como rinites, conjuntivites, sinusites e asma, eczemas, dermatites e eventos gastrointestinais, cuja utilização se restringe a identificação preliminar de pacientes atópicos. Resultados negativos indicam baixa probabilidade de presença de IGE contra inalantes e alérgenos alimentares. Resultados positivos indicam presença de IGE contra inalantes/ alimentos, sendo aconselhável investigação de alérgenos específicos de acordo com a história clínica do paciente.

 

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IgE RAST Phadiatop – Phadiatop

Código: PHADI2

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Fluorescência Enzimática (FEIA)/Immunocap

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: 2ª,4ª,6ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4h ou conforme orientação médica. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Concentração de Anticorpos IgE específicos (kUA/L) Classe 0: Inferior a 0,35 : Indetectável Classe 1: 0,35 a 0,70 : Muito baixo Classe 2: 0,71 a 3,50 : Baixo Classe 3: 3,51 a 17,50 : Moderado Classe 4: 17,51 a 50,00 : Elevado Classe 5: 50,01 a 100,00 : Muito alto Classe 6: Superior a 100,00 : Muito alto (*) kU - Unidades Internacionais A-Anticorpo Específico para o Alergeno pesquisado. Nota: Exame processado no Equipamento Unicap 1000 - Tecnologia ImmunoCAP. Grau de Sensibilização (correlação clínica) 0,10 a 0,70 KUA/L : Baixo 0,70 a 3,50 KUA/L : Moderado Superior a 3,50 KUA/L : Alto *Limite de Detecção : 0,10 KU/L

IGFBP-3 – Proteína ligadora IGF-I tipo 3

Código: IGFBP

Material: soro

Sinônimo: IGFBP - 3, IGF- I tipo 3

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de várias situações clínicas (atraso no crescimento, acromegalia, estado nutricional). A secreção de GH (hormônio do crescimento) flutua ao longo do dia, tendo uma meia vida de 15 a 20 minutos. As concentrações de IGFBP-3 têm uma variação diária muito pequena, podendo oferecer informação mais segura e útil. Os níveis de IGFBP-3 são menos dependentes da idade, sendo mais altos em crianças jovens que os níveis de IGF-1. Isto permite uma melhor diferenciação entre os níveis normais e subnormais. As dosagens de IGFBP-3 são úteis também para monitorar a eficácia do tratamento por deficiência de GH. Uma combinação das dosagens de IGFBP-3 e IGF-1 pode prover uma melhor avaliação quanto à avaliação de estatura baixa em crianças. Valores aumentados: acromegalia. Valores diminuídos: atraso no crescimento, estado nutricional.

 

Referência: Idade(anos): Homem(ng/mL) : Mulher(ng/mL) 0 a 1 : 1030,0 a 3090,0 : 1030,0 a 3090,0 2 a 7 : 1100,0 a 4230,0 : 1100,0 a 4230,0 8 a 11 : 1250,0 a 7060,0 : 2060,0 a 7740,0 12 a 18 : 1820,0 a 7060,0 : 1800,0 a 7740,0 19 a 30 : 1730,0 a 7380,0 : 2050,0 a 7600,0 31 a 40 : 1730,0 a 7260,0 : 1730,0 a 7260,0 41 a 70 : 2020,0 a 4310,0 : 2020,0 a 4310,0 71 ou mais: 2698,0 a 5688,0 : 2462,0 a 5274,0

IGFBP-3 – Proteína ligadora IGF-I tipo 3 – Curva

Código: IGFBPCURVA

Material: soro

Sinônimo: IGFBP - 3, IGF- I tipo 3

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de várias situações clínicas (atraso no crescimento, acromegalia, estado nutricional). A secreção de GH (hormônio do crescimento) flutua ao longo do dia, tendo uma meia vida de 15 a 20 minutos. As concentrações de IGFBP-3 têm uma variação diária muito pequena, podendo oferecer informação mais segura e útil. Os níveis de IGFBP-3 são menos dependentes da idade, sendo mais altos em crianças jovens que os níveis de IGF-1. Isto permite uma melhor diferenciação entre os níveis normais e subnormais. As dosagens de IGFBP-3 são úteis também para monitorar a eficácia do tratamento por deficiência de GH. Uma combinação das dosagens de IGFBP-3 e IGF-1 pode prover uma melhor avaliação quanto à avaliação de estatura baixa em crianças. Valores aumentados: acromegalia. Valores diminuídos: atraso no crescimento, estado nutricional.

 

Referência: Idade(anos) Homem(ng/mL) Mulher(ng/mL) 0 a 1 : 1030,0 a 3090,0 1030,0 a 3090,0 2 a 7 : 1100,0 a 4230,0 1100,0 a 4230,0 8 a 11 : 1250,0 a 7060,0 2060,0 a 7740,0 12 a 18 : 1820,0 a 7060,0 1800,0 a 7740,0 19 a 30 : 1730,0 a 7380,0 2050,0 a 7600,0 31 a 40 : 1730,0 a 7260,0 1730,0 a 7260,0 41 a 70 : 2020,0 a 4310,0 2020,0 a 4310,0 71 ou mais: 2698,0 a 5688,0 2462,0 a 5274,0

IGG – 1 – Subclasse de IgG

Código: IGG1

Material: soro

Sinônimo: IgG1

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de infecções repetidas por bactérias; suspeita de imunodeficiências. Em adultos normais, a IgG constitui 75% das imunoglobulinas. Dentro da classe de IgG, estão as concentrações das 4 subdivisões de classe: IgG1, 60-70%; IgG2, 14-20%; IgG3, 4-8%; e IgG4, 2-6%. A IgG é a única classe de imunoglobulina que atravessa a barreira da placenta em humanos, sendo a responsável pela proteção do recém-nascido durante os primeiros meses de vida. As subdivisões de classe não são dotadas igualmente desta propriedade; a IgG2 é transferida mais lentamente que as outras. As subdivisões de classe fixam complemento na ordem seguinte de eficiência descendente: IgG3, IgG1, IgG2, e IgG4. A IgG4 não pode fixar complemento pelo caminho clássico, mas pode ser ativada no caminho alternado. Existem evidências recentes de que muitas infecções podem ocorrer devido ao fracasso na produção das proporções normais das subdivisões de classe, particularmente a IgG2. A deficiência de IgG2 está relacionada com o aumento da susceptibilidade a infecções bacterianas, sendo freqüentemente associada com baixos níveis de IgG4 e deficiência seletiva de IgA. As concentrações séricas diminuídas de IgG2 ou IgG3 têm sido relacionadas a infecções recorrentes do trato respiratório. Alguns autores relataram a deficiência de IgG3 em adultos, associada a quadros de infecção pulmonar.

 

Referência: Idade IgG1 0 a 1 mês 240-1060 mg/dL 1 a 4 meses 180-670 mg/dL 4 a 6 meses 180-700 mg/dL 6 a 12 meses 200-770 mg/dL 1 a 1,5 anos 250-820 mg/dL 1,5 a 2 anos 290-850 mg/dL 2 a 3 anos 320-900 mg/dL 3 a 4 anos 350-940 mg/dL 4 a 6 anos 370-1000 mg/dL 6 a 9 anos 400-1080 mg/dL 9 a 12 anos 400-1150 mg/dL 12 a 18 anos 370-1280 mg/dL Adultos 490-1140 mg/dL

IGG – 2 – Subclasse de IgG

Código: IGG2

Material: soro

Sinônimo: IgG2

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de infecções repetidas por bactérias; suspeita de imunodeficiências. Em adultos normais, a IgG constitui 75% das imunoglobulinas. Dentro da classe de IgG, estão as concentrações das 4 subdivisões de classe: IgG1, 60-70%; IgG2, 14-20%; IgG3, 4-8%; e IgG4, 2-6%. A IgG é a única classe de imunoglobulina que atravessa a barreira da placenta em humanos, sendo a responsável pela proteção do recém-nascido durante os primeiros meses de vida. As subdivisões de classe não são dotadas igualmente desta propriedade; a IgG2 é transferida mais lentamente que as outras. As subdivisões de classe fixam complemento na ordem seguinte de eficiência descendente: IgG3, IgG1, IgG2, e IgG4. A IgG4 não pode fixar complemento pelo caminho clássico, mas pode ser ativada no caminho alternado. Existem evidências recentes de que muitas infecções podem ocorrer devido ao fracasso na produção das proporções normais das subdivisões de classe, particularmente a IgG2. A deficiência de IgG2 está relacionada com o aumento da susceptibilidade a infecções bacterianas, sendo freqüentemente associada com baixos níveis de IgG4 e deficiência seletiva de IgA. As concentrações séricas diminuídas de IgG2 ou IgG3 têm sido relacionadas a infecções recorrentes do trato respiratório. Alguns autores relataram a deficiência de IgG3 em adultos, associada a quadros de infecção pulmonar.

 

Referência: Idade IgG2 0 a 1 mês 87-410 mg/dL 1 a 4 meses 38-210 mg/dL 4 a 6 meses 34-210 mg/dL 6 a 12 meses 34-230 mg/dL 1 a 1,5 anos 38-240 mg/dL 1,5 a 2 anos 45-260 mg/dL 2 a 3 anos 52-280 mg/dL 3 a 4 anos 63-300 mg/dL 4 a 6 anos 72-340 mg/dL 6 a 9 anos 85-410 mg/dL 9 a 12 anos 98-480 mg/dL 12 a 18 anos 106-610 mg/dL Adultos 150-640 mg/dL

IGG – 3 – Subclasse de IgG

Código: IGG3

Material: soro

Sinônimo: IgG3

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de infecções repetidas por bactérias; suspeita de imunodeficiências. Em adultos normais, a IgG constitui 75% das imunoglobulinas. Dentro da classe de IgG, estão as concentrações das 4 subdivisões de classe: IgG1, 60-70%; IgG2, 14-20%; IgG3, 4-8%; e IgG4, 2-6%. A IgG é a única classe de imunoglobulina que atravessa a barreira da placenta em humanos, sendo a responsável pela proteção do recém-nascido durante os primeiros meses de vida. As subdivisões de classe não são dotadas igualmente desta propriedade; a IgG2 é transferida mais lentamente que as outras. As subdivisões de classe fixam complemento na ordem seguinte de eficiência descendente: IgG3, IgG1, IgG2, e IgG4. A IgG4 não pode fixar complemento pelo caminho clássico, mas pode ser ativada no caminho alternado. Existem evidências recentes de que muitas infecções podem ocorrer devido ao fracasso na produção das proporções normais das subdivisões de classe, particularmente a IgG2. A deficiência de IgG2 está relacionada com o aumento da susceptibilidade a infecções bacterianas, sendo freqüentemente associada com baixos níveis de IgG4 e deficiência seletiva de IgA. As concentrações séricas diminuídas de IgG2 ou IgG3 têm sido relacionadas a infecções recorrentes do trato respiratório. Alguns autores relataram a deficiência de IgG3 em adultos, associada a quadros de infecção pulmonar.

 

Referência: Idade IgG3 0 a 1 mês 14-55 mg/dL 1 a 4 meses 14-70 mg/dL 4 a 6 meses 15-80 mg/dL 6 a 12 meses 15-97 mg/dL 1 a 1,5 anos 15-107 mg/dL 1,5 a 2 anos 15-113 mg/dL 2 a 3 anos 14-120 mg/dL 3 a 4 anos 13-126 mg/dL 4 a 6 anos 13-133 mg/dL 6 a 9 anos 13-142 mg/dL 9 a 12 anos 15-149 mg/dL 12 a 18 anos 18-163 mg/dL Adultos 20-110 mg/dL

IGG – 4 – Subclasse de IgG

Código: IGG4

Material: soro

Sinônimo: IgG4

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Congelar

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de infecções repetidas por bactérias; suspeita de imunodeficiências. Em adultos normais, a IgG constitui 75% das imunoglobulinas. Dentro da classe de IgG, estão as concentrações das 4 subdivisões de classe: IgG1, 60-70%; IgG2, 14-20%; IgG3, 4-8%; e IgG4, 2-6%. A IgG é a única classe de imunoglobulina que atravessa a barreira da placenta em humanos, sendo a responsável pela proteção do recém-nascido durante os primeiros meses de vida. As subdivisões de classe não são dotadas igualmente desta propriedade; a IgG2 é transferida mais lentamente que as outras. As subdivisões de classe fixam complemento na ordem seguinte de eficiência descendente: IgG3, IgG1, IgG2, e IgG4. A IgG4 não pode fixar complemento pelo caminho clássico, mas pode ser ativada no caminho alternado. Existem evidências recentes de que muitas infecções podem ocorrer devido ao fracasso na produção das proporções normais das subdivisões de classe, particularmente a IgG2. A deficiência de IgG2 está relacionada com o aumento da susceptibilidade a infecções bacterianas, sendo freqüentemente associada com baixos níveis de IgG4 e deficiência seletiva de IgA. As concentrações séricas diminuídas de IgG2 ou IgG3 têm sido relacionadas a infecções recorrentes do trato respiratório. Alguns autores relataram a deficiência de IgG3 em adultos, associada a quadros de infecção pulmonar.

 

Referência: Idade IgG4 0 a 1 mês 4-55 mg/dL 1 a 4 meses <3-36 mg/dL 4 a 6 meses <3-23 mg/dL 6 a 12 meses <3-43 mg/dL 1 a 1,5 anos <3-62 mg/dL 1,5 a 2 anos <3-79 mg/dL 2 a 3 anos <3-106 mg/dL 3 a 4 anos <3-127 mg/dL 4 a 6 anos <3-158 mg/dL 6 a 9 anos <3-189 mg/dL 9 a 12 anos 3-210 mg/dL 12 a 18 anos 4-230 mg/dL Adultos 8-140 mg/dL

IMIPRAMINA/DESIPRAMINA

Código: IMIN

Material: soro

Sinônimo: Triciclicos - antidepressivos

Volume: 4.0 mL

Método: Cromatografia Liquida de Alta Performance - HPLC

Volume Lab: 4.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 17 dias úteis

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Separar o soro e refrigerar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: monitoramento terapêutico e avaliação de intoxicação por imipramina. A imipramina é um dos mais populares antidepressivos tricíclicos, sendo utilizada, entre outros, para o tratamento de agorafobia e doença do pânico. O composto é metabolizado no fígado em vários compostos, incluindo a desipramina (outro composto farmacologicamente ativo). A imipramina e a desipramina apresentam atividade anticolinérgica e antihistamínica, além de serem cardiotóxicas. A imipramina atinge picos de concentração sérica em torno de 1-2 horas (desipramina 2-6 horas), com meia vida de 9-24 horas (desipramina 15-24 horas), alcançando níveis estáveis em 2-7 dias (desipramina 3-11 dias). Diferentes dosagens podem ser preconizadas para diferentes usos (por exemplo, para doença do pânico, alguns autores preconizam níveis um pouco mais elevados), além da ampla possibilidade de interações farmacológicas (mais ocorrente em pacientes idosos, especialmente por seu metabolismo hepático), o que acentua a necessidade de dosagem nestes casos.

 

Referência: Imipramina + Desipramina Níveis Terapêuticos : 50,0 a 500,0 ng/mL Níveis Tóxicos : > 500,0 ng/mL

IMUNO-HISTOQUÍMICO – PAINEL NEOPLASIA

Código: ANAT16

Material: Diversos

Sinônimo: Imuno-histoquimica

Volume: Variável

Método: Imunohistoquímica

Volume Lab: Variável

Rotina: Diária

Resultado: 22 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Devem ser enviados dados clínicos do paciente e estar bem claro o motivo para a realização do exame. Caso o material tenha sido inicialmente estudado fora do laboratório, devem ser enviados seus blocos de parafina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Não aplicavel

IMUNOCOMPLEXOS CIRCULANTES

Código: IMUC

Material: soro

Sinônimo: COMPLEXO IMUNE CIRCULANTE

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar sangue sem anticoagulante, esperar retrair o coágulo. Centrifugar, separar o soro e enviar sob refrigeração.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: monitoramento da atividade do lupus eritematoso e artrite reumatóide. Um grande número de doenças está associado aos imunocomplexos. A quantificação destes auxilia no controle de tratamento e monitoração da atividade das doenças. Valores aumentados: lupus eritematoso, artrites reumáticas, algumas glomerulonefrites, doenças infecciosas (HBV, HIV), endocardites.

 

Referência: Reação com C1q : < ou = 50,0 mcg/mL

IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNA URINÁRIO

Código: IMUNOU

Material: urina 24 horas

Sinônimo: Eletroforese de proteínas na urina

Volume: 30.0 mL

Método: Imunofixação em gel de agarose

Volume Lab: 30.0 mL

Rotina:

Resultado: 12 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar urina de 24h e enviar uma alíquota de 30,0 mL.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Interpretação: 1 - A presença de uma proteína monoclonal intacta na urina é caracaterizada por: uma banda monoclonal detectada com um dos antisoros anti-cadeias pesadas (gama,alfa) e/ou com antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda (livres ou associadas); 2 - A cadeia leve livre Bence Jones é caracaterizada por: uma banda monoclonal detectada por qualquer antisoro anti-cadeia livre kappa ou lambda, confirmado pela detecção por nefelometria mas com ausência de cadeias pesadas. 3 - Uma paraproteína sérica que passa para urina, com ausência da proteína de Bence Jones, é caracaterizada por: uma banda monoclonal revelada pela presença de cadeias pesadas associadas a presença de IgA, IgG ou IgM, com a mesma banda revelada pelos antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda, livres ou associadas. 4 - Uma paraproteína sérica que passa para urina, associada à proteína de Bence Jones, é caracaterizada por: uma banda monoclonal revelada pela presença de cadeias pesadas associadas a presença de IgA, IgG ou IgM, e mais duas (2) bandas reveladas pelos antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda, livres ou associadas.

 

Referência: Ausência de bandas monoclonais e cadeias leves, livres ou associadas. Proteínas Totais: 28,00 a 141,00 mg/24 horas

IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNA URINÁRIO AMOSTRA ISOLADA

Código: IMUNOUISO

Material: urina - amostra isolada

Sinônimo: Eletroforese de proteínas na urina

Volume: 30.0 mL

Método: Imunofixação em gel de agarose

Volume Lab: 30.0 mL

Rotina:

Resultado: 12 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar urina e enviar uma alíquota de 30,0 mL.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Interpretação: 1 - A presença de uma proteína monoclonal intacta na urina é caracaterizada por: uma banda monoclonal detectada com um dos antisoros anti-cadeias pesadas (gama,alfa) e/ou com antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda (livres ou associadas); 2 - A cadeia leve livre Bence Jones é caracaterizada por: uma banda monoclonal detectada por qualquer antisoro anti-cadeia livre kappa ou lambda, confirmado pela detecção por nefelometria mas com ausência de cadeias pesadas. 3 - Uma paraproteína sérica que passa para urina, com ausência da proteína de Bence Jones, é caracaterizada por: uma banda monoclonal revelada pela presença de cadeias pesadas associadas a presença de IgA, IgG ou IgM, com a mesma banda revelada pelos antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda, livres ou associadas. 4 - Uma paraproteína sérica que passa para urina, associada à proteína de Bence Jones, é caracaterizada por: uma banda monoclonal revelada pela presença de cadeias pesadas associadas a presença de IgA, IgG ou IgM, e mais duas (2) bandas reveladas pelos antisoros anti-cadeias leves kappa ou lambda, livres ou associadas.

 

Referência: Não existe valor de referência padronizado na literatura para este exame, neste material. Proteínas Totais: 1,0 a 15,0 mg/dL

IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS

Código: IMUNO

Material: soro

Sinônimo: Imunofixação ,Eletroforese de Imunoglobulinas

Volume: 3,0 mL

Método: Separação eletroforética, imunofixação e nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 7 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum obrigatório de 8 horas.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: caracterização de cadeias monoclonais de paraproteínas envolvidas em gamopatias; detecção de quantidades de proteínas não medidas em eletroforese de proteínas. A presença de paraproteínas IgG, IgA, ou IgD pode indicar mieloma múltiplo ou gamopatia monoclonal de significado incerto. A presença de cadeias leves monoclonais pode indicar mieloma múltiplo. Paraproteínas e/ou cadeias leves monoclonais podem estar associadas a amiloidose primária. Paraproteínas IgM são características de macroglobulinemia de Waldenstron; pequenas concentrações podem estar associadas a doenças linfoproliferativas.

 

Referência: As proteinas:pre-albumina, albumina, alfa-1 glico- proteina acida, alfa-1 antitripisina, alfa-2 haptoglobulina, alfa-2 ceruloplasmina, alfa-2 macroglobulina, beta transferrina, beta hemopexina e beta C3 complemento sao identificadas e devem estar presentes. IgG : 0 a 1 ano : 231,0 a 1411,0 mg/dL : 1 a 3 anos : 453,0 a 916,0 mg/dL : 4 a 6 anos : 504,0 a 1464,0 mg/dL : 7 a 9 anos : 572,0 a 1474,0 mg/dL : 10 a 11 anos : 698,0 a 1560,0 mg/dL : 12 a 13 anos : 759,0 a 1549,0 mg/dL : 14 a 15 anos : 716,0 a 1711,0 mg/dL : 16 a 19 anos : 549,0 a 1584,0 mg/dL : > 19 anos : 700,0 a 1600,0 mg/dL IgM : 0 a 1 ano : 0,0 a 145,0 mg/dL : 1 a 3 anos : 19,0 a 146,0 mg/dL : 4 a 6 anos : 24,0 a 210,0 mg/dL : 7 a 9 anos : 31,0 a 208,0 mg/dL : 10 a 11 anos : 31,0 a 179,0 mg/dL : 12 a 13 anos : 35,0 a 239,0 mg/dL : 14 a 15 anos : 47,0 a 249,0 mg/dL : 16 a 19 anos : 23,0 a 259,0 mg/dL : > 19 anos : 50,0 a 300,0 mg/dL IgA : 0 a 1 ano : 0,0 a 83,0 mg/dL : 1 a 3 anos : 20,0 a 100,0 mg/dL : 4 a 6 anos : 27,0 a 195,0 mg/dL : 7 a 9 anos : 34,0 a 305,0 mg/dL : 10 a 11 anos : 53,0 a 204,0 mg/dL : 12 a 13 anos : 58,0 a 358,0 mg/dL : 14 a 15 anos : 47,0 a 249,0 mg/dL : 16 a 19 anos : 61,0 a 348,0 mg/dL : > 19 anos : 40,0 a 350,0 mg/dL KAPPA : 170,0 a 370,0 mg/dL LAMBDA : 90,0 a 210,0 mg/dL ATENÇÃO: Novos valores de referência a partir de 12/09/11. Referência Anterior: IgM: > 19 anos : 70,0 a 400,0 mg/dL IgA: > 19 anos : 70,0 a 400,0 mg/dL

IMUNOELETROFORESE DE PROTEÍNAS SÉRICAS – Descritivo

Código: IFIX

Material: soro

Sinônimo: Imunofixação ,Eletroforese de Imunoglobulinas

Volume: 3,0 mL

Método: Imunofixação

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 7 dias

Temperatura: Armazemamento a 4oC

Coleta: Jejum obrigatório de 8 horas.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: caracterização de cadeias monoclonais de paraproteínas envolvidas em gamopatias; detecção de quantidades de proteínas não medidas em eletroforese de proteínas. A presença de paraproteínas IgG, IgA, ou IgD pode indicar mieloma múltiplo ou gamopatia monoclonal de significado incerto. A presença de cadeias leves monoclonais pode indicar mieloma múltiplo. Paraproteínas e/ou cadeias leves monoclonais podem estar associadas a amiloidose primária. Paraproteínas IgM são características de macroglobulinemia de Waldenstron; pequenas concentrações podem estar associadas a doenças linfoproliferativas.

 

Referência:

Imunofenotipagem para Linfócitos T CD3 e B CD19

Código: LTB

Material: Sangue total com EDTA

Sinônimo: Timo dependentes e bursa dependentes

Volume: 5,0 ml

Método: Imunofenotipagem por Plataforma Única

Volume Lab: 5,0 ml

Rotina: Diária

Resultado: 5 dias

Temperatura: Temperatura ambiente

Coleta: Jejum de 4 horas.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Significado Clinico : Monitoramento das populações de linfocitos T e B em doenças autoimunes, imunodeficiências, infecções virais e em Sindromes linfoproliferativas.

 

Referência: Idade CD3(mm) CD3% CD19(mm) CD19% 0-11m: 2170-6500 58-85 430-3300 11-45 12-23m: 1460-5440 53-81 430-3300 11-45 2-14anos: 724-2409 63-84 89-523 7-24 Adultos: 812-2318 60-85 90-680 6-19

Imunofenotipagem para Linfócitos T CD3/Subpopulação CD4 -CD8

Código: CD483

Material: Sangue total com EDTA

Sinônimo: CD4, CD8 e CD3

Volume: 5,0 ml

Método: Imunofenotipagem por Plataforma Única

Volume Lab: 5,0 ml

Rotina: Diária

Resultado: 5 dias

Temperatura: Temperatura ambiente

Coleta: Necessário 5,0 mL de sangue total c/ EDTA.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: Avaliação do estado imunológico do Paciente com imunodeficiência e auxilio no acompanhamento terapêutico. Teste útil na avaliação das imunodeficiências nas quais ocorrem alterações de linfócitos T supressores e T auxiliadores, como por exemplo na AIDS, na qual o vírus HIV é especificamente citotóxico para as células CD4, provocando uma redução progressiva de seu número e conseqüente redução do índice CD4/CD8.

 

Referência: Idade CD4(mm3) CD4% CD8(mm3) CD8% 0-11m: 1580-4850 38-62 680-2470 16-34 12-23m: 1020-3600 31-54 570-2230 16-38 2-14anos: 398-1535 33-57 139-1015 14-39 Adultos: 535-2480 35-62 255-1720 17-43 Idade CD3(mm3) CD3% 0 - 11m: 2170-6500 58-85 12 - 23m: 1460-5440 53-81 2 -14anos: 724-2409 63-84 Adultos: 812-2318 60-85

IMUNOGLOBULINA A – IgA

Código: IGA

Material: soro

Sinônimo: IgA

Volume: 1.0 mL

Método: Imunoturbidimetria

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum no mínimo de 4h. Caso o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver Imunoglobulina A (IgA) - Secretora.

 

Referência: 0 a 1 ano : 0,0 a 83,0 mg/dL 1 a 3 anos : 20,0 a 100,0 mg/dL 4 a 6 anos : 27,0 a 195,0 mg/dL 7 a 9 anos : 34,0 a 305,0 mg/dL 10 a 11 anos : 53,0 a 204,0 mg/dL 12 a 13 anos : 58,0 a 358,0 mg/dL 14 a 15 anos : 47,0 a 249,0 mg/dL 16 a 19 anos : 61,0 a 348,0 mg/dL > 19 anos : 40,0 a 350,0 mg/dL ATENÇÃO: Novo valor de referência para > 19 anos e metodo- logia a partir de 29/08/2011. Referência Anterior: > 19 anos : 70,0 a 400,0 mg/dL Metodologia Anterior: Nefelometria

IMUNOGLOBULINA A (IgA) – LCR

Código: IGAL

Material: liquor

Sinônimo:

Volume: 3,0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Pelo médico assistente

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver Imunoglobulina A (IgA) - Secretora.

 

Referência: 0,05 a 0,90 mg/dL

IMUNOGLOBULINA A (IgA) – Secretora

Código: IGAS

Material: Saliva

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar saliva em frasco estéril. Evitar períodos pós-prandiais.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico das deficiências congênitas ou adquiridas de IgA; avaliação de infecções respiratórias de repetição. A IgA é encontrada na lágrima, suor, saliva, leite, colostro e em secreções brônquicas e gastrointestinais, constituindo 15% das imunoglobulinas séricas. Na eletroforese, migra na região entre beta e gama. A deficiência seletiva de IgA é o distúrbio de imunodeficiência primária mais comum, sendo caracterizada pela ausência de IgA sérica com níveis normais de IgG e IgM; sua prevalência é de cerca de 1:700 a 1:500 indivíduos. A maioria dos pacientes é assintomática, porém alguns podem apresentar infecções freqüentes e recorrentes, tipicamente envolvendo os seios paranasais, brônquios e pulmões. Alguns casos de deficiência de IgA podem entrar em remissão espontaneamente. Na deficiência associada da subclasse IgG2, a sinusite recorrente e as infecções bronco-pulmonares são comuns. Pacientes com uma deficiência combinada de subclasses de IgG e IgA devem ser avaliados para respostas anticórpicas funcionais a imunização com antígenos glicoprotéicos.

 

Referência: 3,5 a 36,8 mg/dL

IMUNOGLOBULINA A (IgA) – Urina

Código: IGAU

Material: urina - amostra isolada

Sinônimo:

Volume: 3,0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Urina Amostra isolada

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Até 0,40 mg/dL

IMUNOGLOBULINA D – IgD

Código: IGD

Material: soro

Sinônimo: IgD

Volume: 2.0 mL

Método: Imunodifusão radial

Volume Lab: 1,0 mL

Rotina: Sábado

Resultado: 5 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum de 4 horas. Coletar soro

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de mieloma por IgD. Alguns mielomas podem causar elevações extremas na IgD.

 

Referência: 1,0 a 4,5 mg/dL

IMUNOGLOBULINA E – IgE

Código: IGE

Material: soro

Sinônimo: IgE sérico

Volume: 1.0 mL

Método: Imunológico não competitivo

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum no mínimo de 4h. Caso o exame não for realizado no mesmo dia refrigerar a amostra. OBS: Em casos especiais poderá ser coletado pela manhã sem estar em jejum. A tarde após o almoço não poderá ser coletado devido a eventual lipemia.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de processos alérgicos (asma, rinite, dermatite); acompanhamento de parasitoses intestinais. A imunoglobulina E é uma classe de anticorpos que medeia uma variedade de reações de hipersensibilidade, por degranulação de basófilos e mastócitos. A presença de IgE específica para determinado alérgeno, em quantidades superiores ao referencial, pode estar associada a um aumento de risco relativo para o desenvolvimento de sintomas de hipersensibilidade mediada por IgE, principalmente em indivíduos atópicos. Nos processos alérgicos, predominam os sintomas alimentares na infância e os respiratórios no adulto. Valores aumentados: bronquites, mieloma, síndrome de hiper IgE, aspergilose, filariose pulmonar, síndrome de Wiskott-Aldrch.

 

Referência: Até um ano : < 15,0 UI/mL 1 a 5 anos : < 60,0 UI/mL 6 a 9 anos : < 98,0 UI/mL 10 a 15 anos : < 200,0 UI/mL > 15 anos : < 160,0 UI/mL

IMUNOGLOBULINA G – IgG

Código: IGG

Material: soro

Sinônimo: IgG

Volume: 1.0 mL

Método: Turbidimetria

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum no mínimo de 4h. Caso o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação da deficiência da imunidade (humoral, congênita, adquirida ou transitória). Valores aumentados: infecções crônicas, mieloma múltiplo.

 

Referência: 0 a 1 ano : 231,0 a 1411,0 mg/dL 1 a 3 anos : 453,0 a 916,0 mg/dL 4 a 6 anos : 504,0 a 1464,0 mg/dL 7 a 9 anos : 572,0 a 1474,0 mg/dL 10 a 11 anos : 698,0 a 1560,0 mg/dL 12 a 13 anos : 759,0 a 1549,0 mg/dL 14 a 15 anos : 716,0 a 1711,0 mg/dL 16 a 19 anos : 549,0 a 1584,0 mg/dL > 19 anos : 700,0 a 1600,0 mg/dL

IMUNOGLOBULINA G – IgG – Nefelometria

Código: IGGNEF

Material: soro

Sinônimo: IgG

Volume: 1.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum no mínimo de 4h. Caso o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação da deficiência da imunidade (humoral, congênita, adquirida ou transitória). Valores aumentados: infecções crônicas, mieloma múltiplo.

 

Referência: 0 a 1 ano : 231,0 a 1411,0 mg/dL 1 a 3 anos : 453,0 a 916,0 mg/dL 4 a 6 anos : 504,0 a 1464,0 mg/dL 7 a 9 anos : 572,0 a 1474,0 mg/dL 10 a 11 anos : 698,0 a 1560,0 mg/dL 12 a 13 anos : 759,0 a 1549,0 mg/dL 14 a 15 anos : 716,0 a 1711,0 mg/dL 16 a 19 anos : 549,0 a 1584,0 mg/dL > 19 anos : 700,0 a 1600,0 mg/dL

IMUNOGLOBULINA G (IgG) – LCR

Código: IGGL

Material: liquor

Sinônimo:

Volume: 3,0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Pelo médico assistente.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver Imunoglobulina G - IgG.

 

Referência: 0,48 a 5,86 mg/dL

IMUNOGLOBULINA G (IgG) – Urina

Código: IGGU

Material: urina - amostra isolada

Sinônimo:

Volume: 3,0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Urina amostra isolada.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver Imunoglobulina G - IgG.

 

Referência: Até 0,75 mg/dL

IMUNOGLOBULINA M – IgM

Código: IGM

Material: soro

Sinônimo: IgM

Volume: 1.0 mL

Método: Imunoturbidimetria

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum no mínimo de 4h. Caso o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra. Lipemia e hemólise podem atuar como interferentes.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação da deficiência da imunidade humoral; diagnóstico e acompanhamento terapêutico da macroglobulinemia de Waldenstron. Valores aumentados: infecções agudas. Valores diminuídos: síndrome de Wiskott-Aldrich (ocorre aumento da síntese de IgA).

 

Referência: 0 a 1 ano : 0,0 a 145,0 mg/dL 1 a 3 anos : 19,0 a 146,0 mg/dL 4 a 6 anos : 24,0 a 210,0 mg/dL 7 a 9 anos : 31,0 a 208,0 mg/dL 10 a 11 anos : 31,0 a 179,0 mg/dL 12 a 13 anos : 35,0 a 239,0 mg/dL 14 a 15 anos : 20,0 a 188,0 mg/dL 16 a 19 anos : 23,0 a 259,0 mg/dL > 19 anos : 50,0 a 300,0 mg/dL ATENÇÃO: Novo valor de referência para > 19 anos e metodo- logia a partir de 29/08/2011. Referência Anterior: > 19 anos : 40,0 a 263,0 mg/dL Metodologia Anterior: Nefelometria

IMUNOGLOBULINA M (IgM) – LCR

Código: IGML

Material: liquor

Sinônimo:

Volume: 3,0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 3,0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Pelo médico assistente

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver Imunoglobulina M - IgM.

 

Referência: 0,01 a 0,20 mg/dL

INDICE DE ANDROGENOS LIVRES (IAL)

Código: IAL

Material: soro

Sinônimo: FAI (free androgen index)

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum não necessário. Coletar soro.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Homens: 14,8 a 94,8 Mulheres: Ciclo normal: ND* a 8,5 Uso de Contraceptivos: ND* a 3,4 Pós Menopausa: ND* a 6,6 Hirsutismo: 1,7 A 20,6 *ND: Não detectável

ÍNDICE DE HOMA – BETA

Código: HOMABETA

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Deve ser sempre acompanhada de determinação de glicemia. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra. Hemólise pode interferir assim como presença de anticorpos anti insulina em diabéticos insulino dependentes ou em pacientes que já fizeram uso de insulina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico de insulinoma; avaliação de hipoglicemias. A insulina é um hormônio peptídeo, sintetizado e secretado pelas células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas. Seu efeito específico está relacionado ao aproveitamento da glicose e à diminuição desta nos níveis sangüíneos.

 

Referência: Insulina: 2,6 a 24,9 uUI/mL

ÍNDICE DE HOMA – IR

Código: HOMAIR

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Deve ser sempre acompanhada de determinação de glicemia. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra. Hemólise pode interferir assim como presença de anticorpos anti insulina em diabéticos insulino dependentes ou em pacientes que já fizeram uso de insulina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico de insulinoma; avaliação de hipoglicemias. A insulina é um hormônio peptídeo, sintetizado e secretado pelas células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas. Seu efeito específico está relacionado ao aproveitamento da glicose e à diminuição desta nos níveis sangüíneos.

 

Referência: Insulina: 2,6 a 24,9 uUI/mL É considerado como resistência Insulínica se: HOMA-IR > 4,65 ou HOMA-IR >3,60 e índice de massa corporal > 27,5 kg/m2. Estes critérios apresentam uma sensibilidade de 77% e especificidade de 88,4%. Referência: STERN,S. E. et al. Idetenfication of individuals with insulin resistence using routine clinical measurement . Diabetes 54, 333 - 339 (2005).

ÍNDICE DE QUICKI

Código: QUICKI

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Deve ser sempre acompanhada de determinação de glicemia. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra. Hemólise pode interferir assim como presença de anticorpos anti insulina em diabéticos insulino dependentes ou em pacientes que já fizeram uso de insulina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico de insulinoma; avaliação de hipoglicemias. A insulina é um hormônio peptídeo, sintetizado e secretado pelas células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas. Seu efeito específico está relacionado ao aproveitamento da glicose e à diminuição desta nos níveis sangüíneos.

 

Referência: Insulina 2,6 a 24,9 uUI/mL

ÍNDICE TIROXINA LIVRE

Código: ITL

Material: soro

Sinônimo: ITL

Volume: 1.0 mL

Método: Calculado

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 48 horas

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum não obrigatório.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Ver T4 - Tiroxina Livre.

 

Referência: 1.4 a 3.8 ITL = (T4 X TU )/100 TU = T3 Uptake (retenção)

INFLUENZA A Anti IgG

Código: INFLUAG

Material: soro

Sinônimo: Gripe comum ou sazonal

Volume: 2.0 mL

Método: Imunofluorescencia Indireta

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 17 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta:

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Negativo: Título < 1/160 Positivo: Título > ou = 1/160

INFLUENZA A Anti IgM

Código: INFLUAM

Material: soro

Sinônimo: Gripe comum ou sazonal

Volume: 2.0 mL

Método: Imunofluorescencia indireta

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 17 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta:

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Negativo: < 1/10

INIBIDOR DE C1 – ESTERASE

Código: ESTER

Material: soro

Sinônimo: C1 ESTERASE,INIBIDOR, C1 INH, C1q inibidor

Volume: 2.0 mL

Método: Nefelometria

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: 2ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: congelado

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante, separar o soro e congelar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: avaliação de edema angioneurótico hereditário (doença autossômica dominante). O edema angioneurótico hereditário é uma doença autossômica dominante causada pela deficiência de inibidor de C1 esterase. O defeito permite ativação não controlada do 1o. componente do Complemento e do sistema das cininas, com produção de substâncias vasoativas que causam episódios recorrentes de edema da pele, do trato digestivo, do sistema genito-urinário e do trato respiratório. Estes pacientes apresentam também níveis baixo de C4 e C2, mesmo em períodos fora de crises. Quando o inibidor está presente, e com atividade normal, o mesmo liga-se a C1r com mascaramento de sua antigenicidade, o que pode ser detectado por técnica de imunodifusão. Cerca de 15% dos pacientes com edema angioneurótico hereditário apresentam a proteína numa forma não funcionante. O inibidor de C1 esterase é um inibidor de protease multiespecífico, que está presente no protoplasma humano e soro, regulando enzimas do complemento, coagulação e fibrinólise. Valores diminuídos: edema angioneurótico hereditário, doenças linfóides malignas, doenças autoimunes.

 

Referência: 15,0 a 34,0 mg/dL

INIBIDOR DO FATOR VIII – Pesquisa

Código: FVIII

Material: plasma citratado

Sinônimo:

Volume: 2.0 mL

Método: Fibrômetro e coagulômetro

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 9 dias

Temperatura: congelada

Coleta: Jejum obrigatório. Coletar plasma citratado. Informar se o paciente faz uso de algum tipo de anticoagulante. Separar plasma e enviar aliquota preferencialmente congelada.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: monitoramento da terapia com heparina; triagem de defeitos da coagulação (via intrínseca). Isoladamente é o melhor teste para detectar problemas de coagulação, estando anormal em 90% dos casos. Encontra-se alterado na deficiência de um ou mais fatores (I - fibrinogênio, II- protrombina, V - fator lábil, VIII, IX, X, XI e XII).

 

Referência: Inibidor do Fator VIII : Ausente KPTT : 30 a 40 segundos

INIBIDOR TECIDUAL DO PLASMINOGENIO

Código: TECID

Material: plasma citratado

Sinônimo:

Volume: 2.0 mL

Método: Colorimetria - Substrato cromogenico

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 22 dias úteis

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar plasma citratado.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: 0,3 a 3,5 U/mL Valor de Referência alterado em 30/09/2010.

INIBINA A

Código: INIA

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 2.0 mL

Método: Enzimaimunoensaio

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 47 dias

Temperatura: Refrigerado

Coleta: Enviar 2,0 mL de Soro.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Homens : Inferior a 10 pg/mL Mulheres - Fase Folicular : 4 a 10 pg/mL - Pico Ovulatório : 28 a 55 pg/mL - Fase Luteinica : 65 a 115 pg/mL - Menopausa : Inferior a 4 pg/mL Valores de Referência alterados em 21/10/2010

INIBINA B

Código: INIB

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 2.0 mL

Método: Enzimaimunoensaio

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 32 dias

Temperatura: congelado

Coleta: Enviar 2,0 mL de Soro

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Referência: Homens : Inferior a 400 pg/mL Mulheres - Fase Folicular : 15 a 100 pg/mL - Fase Ovulatória : 60 a 200 pg/mL - Fase Luteinica : < 15 pg/mL - Hiper Ovulação: 60 a 3000 pg/mL - Pós Menopausa: < 15 pg/mL

INSULINA

Código: INSUL

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Eletroquimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Deve ser sempre acompanhada de determinação de glicemia. Se o exame não for realizado no mesmo dia congelar a amostra. Hemólise pode interferir assim como presença de anticorpos anti insulina em diabéticos insulino dependentes ou em pacientes que já fizeram uso de insulina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico de insulinoma; avaliação de hipoglicemias. A insulina é um hormônio peptídeo, sintetizado e secretado pelas células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas. Seu efeito específico está relacionado ao aproveitamento da glicose e à diminuição desta nos níveis sangüíneos.

 

Referência: 2,6 a 24,9 uUI/mL

INSULINA – Curva

Código: INSULCURVA

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 1.0 mL

Método: Eletroquimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Após jejum de 12 horas, punção venosa com cateter e repouso de 20 minutos. Coletar amostra basal para dosagem de glicose e insulina.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico de insulinoma; avaliação de hipoglicemias. A insulina é um hormônio peptídeo, sintetizado e secretado pelas células beta das ilhotas de Langerhans do pâncreas. Seu efeito específico está relacionado ao aproveitamento da glicose e à diminuição desta nos níveis sangüíneos.

 

Referência: Basal : 2,6 a 24,9 uUI/mL Considerado patologico segundo Bittar R.: Insulinemia de jejum acima de 50,0 uUI/mL. Soma das insulinemias da 2ª e 3ª hora maior que 60,0 uUI/mL. - Não existem valores de Referência estabelecidos para os níveis de insulina pós-prandiais. A interpretação desses resultados deve ser feita pe- lo médico assistente, baseado nas características de cada paciente.

INTERLEUCINA 10

Código: IL-10

Material: Soro Congelado

Sinônimo: IL-10

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 5ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: congelado

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Enviar as amostras congeladas.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

As citocinas são proteínas solúveis que cumprem um papel de estabelecer comunicação entre os vários elementos do processo inflamatório e são produzidas por linfócitos, monócitos, macrófagos, fibroblastos e outras células e, pelo seu papel de ligação, são conhecidas também como interleucinas (IL)(1,2). A interleucina 6 (IL-6) e uma citocina considerada como pro-inflamatoria e induzida com as citocinas factor de necrose tumoral (TNF- e interleucina-1 (IL-1) em muitas condicoes de alarme num sinergismo de ação inflamatória rotulado como resposta de fase aguda (3.4) Uso: Elevados níveis de IL-6 no soro podem ocorrer em diferentes doenças incluindo sepsis, doenças auto imunes, linfomas, AIDS, pacientes com infecções ou rejeição de transplante. 1.Savaris N. Resposta imunoinflamatória à circulação extracorpórea: estado atual.Rev Bras Anestesiol 1998;48:126-36. 2.Elefteriades JA. Mini-CABG: A step forward or backward: The Pro point of view. J Cardiothorac Vasc Anesth 1997;11:661-8. 3. Kroegel C, Anthony VB. Immunobiology of pleural inflammation: potential implications for pathogenesis, diagnosis and therapy. Eur Respir J 997;10:2411-18. 4. Xirouchaki MD, Tzanakis N, Bouros D, Kyriakou D, Karkavirtsas N, Alexandrakis M, Siafakas NM. Diagnostic value of interleukin-1a, interleukin-6 and tumor necrosis factor in pleural effusions. Chest 2002;121:815-20.

 

Referência: 1,5 a 9,1 pg/mL Comentário: Este exame não deve ser usado como parâmetro para decisões terapêuticas e clínicas. Exame para avaliação de sistema imune, para pesquisa clínica e básica.

INTERLEUCINA 6

Código: IL6

Material: Soro Congelado

Sinônimo: IL-6 , fator estimulador de células B

Volume: 1.0 mL

Método: Quimioluminescência

Volume Lab: 1.0 mL

Rotina: 5ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: congelado

Coleta: Jejum obrigatório ou conforme orientação médica. Enviar as amostras congeladas.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

As citocinas são proteínas solúveis que cumprem um papel de estabelecer comunicação entre os vários elementos do processo inflamatório e são produzidas por linfócitos, monócitos, macrófagos, fibroblastos e outras células e, pelo seu papel de ligação, são conhecidas também como interleucinas (IL)(1,2). A interleucina 6 (IL-6) e uma citocina considerada como pro-inflamatoria e induzida com as citocinas factor de necrose tumoral (TNF- e interleucina-1 (IL-1) em muitas condicoes de alarme num sinergismo de ação inflamatória rotulado como resposta de fase aguda (3.4) Uso: Elevados níveis de IL-6 no soro podem ocorrer em diferentes doenças incluindo sepsis, doenças auto imunes, linfomas, AIDS, pacientes com infecções ou rejeição de transplante. 1.Savaris N. Resposta imunoinflamatória à circulação extracorpórea: estado atual.Rev Bras Anestesiol 1998;48:126-36. 2.Elefteriades JA. Mini-CABG: A step forward or backward: The Pro point of view. J Cardiothorac Vasc Anesth 1997;11:661-8. 3. Kroegel C, Anthony VB. Immunobiology of pleural inflammation: potential implications for pathogenesis, diagnosis and therapy. Eur Respir J 997;10:2411-18. 4. Xirouchaki MD, Tzanakis N, Bouros D, Kyriakou D, Karkavirtsas N, Alexandrakis M, Siafakas NM. Diagnostic value of interleukin-1a, interleukin-6 and tumor necrosis factor in pleural effusions. Chest 2002;121:815-20.

 

Referência: 0,00 a 5,90 pg/mL Comentário: Este exame não deve ser usado como parâmetro para decisões terapêuticas e clínicas. Exame para avaliação de sistema imune, para pesquisa clínica e básica.

INTERLIGADORES C-TERMINAIS DO COLAGENO TIPO I

Código: CTX

Material: soro

Sinônimo: telopeptídeo carboxiterminal do colágeno tipo I

Volume: 2.0 mL

Método: Eletroquimioluminométrico

Volume Lab: 2,0 mL

Rotina: 3ª feira

Resultado: 48 horas

Temperatura: congelado

Coleta: Coletar em tubo sem anticoagulante. Separar o soro. Enviar Congelado.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Os telopéptideos terminal C (Ctx) são fragmentos de colagénio de tipo I especialmente importantes. Nos telopéptidos terminal C, o ácido aspártico presente transforma-se na forma-Ä do ácido aspártico à medida que o osso vai envelhecendo (Ä-CTx).Niveis elevados sao encontrados em criancas, pacientes com osteoporose, osteomalacia, osteodistrofia renal, em uso de corticoide, Doenca de Paget, hiperparatireoidismo e hipertireoidismo. Recomenda-se a determinação dos telopéptidos terminal C para monitorização da eficácia da terapêutica anti-reabsorção (p. ex., bifosfonato ou terapêutica hormonal de substituição) na osteoporose ou em outras doenças ósseas. Desta forma, as alterações induzidas pela terapêutica podem ser demonstradas ao fim de apenas algumas semanas. Bibliografia: Bonde M, Qvist P, Fledelius C, Riis BJ, Christiansen C. Immunoassay for Quantifying Type I Collagen Degradation Products in Urine Evaluated. Clin Chem 1994;40(11):2022-2025. Fledelius C, Johnsen A, Cloos P, Bonde M, Qvist P. Identification of a Ä-isomerized aspartyl residue within the c-terminal telopeptide ~1 chain of type I collagen. Possible relation to aging of bone. J Bone Miner Res 1996;11(Suppl.1) Abstract No 113. Rosenquist C, Fledelius C, Christgau S, Pedersen BJ, Bonde M, Quist P, et al. Serum CrossLaps One Step ELISA. First application of monoclonal antibodies for measurement in serum of bone-related degradation products from C-terminal telopetides of type I collagen. Clin Chem 1998; 44(11):2281-2289. Seibel MJ. Biochemische Marker des Knochenstoffwechsels: Klinische Wertigkeit in der Praxis. Ther Umsch 1998;55(11):676–684.

 

Referência: mulher: pré menopausa : 0,025 - 0,573 ng/mL pós menopausa : 0,106 - 1,008 ng/mL homem : 30-50 anos : 0,016 - 0,584 ng/mL 51-70 anos : 0,000 - 0,704 ng/mL > 71 anos : 0,000 - 0,854 ng/mL

IODO PROTEÍCO

Código: IODO

Material: soro

Sinônimo:

Volume: 2.0 mL

Método: Imunofluorimétrico (Cálculo Indireto)

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 17 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar soro

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: monitoramento da excreção de iodo (após dose oral ou utilização endovenosa).

 

Referência: 3,5 a 8,0 mcg/dL

ISOAGLUTININAS

Código: ISOAG

Material: soro + sg total EDTA

Sinônimo: Isohemaglutininas

Volume: 2.0 mL cada

Método: Hemaglutinação

Volume Lab: 2.0 mL cada

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Coletar sangue total com EDTA e soro, refrigerar e enviar.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: determinação do título de isoaglutininas (anti A e/ou Anti B) no soro; avaliação da imunidade humoral. A diminuição pode sugerir uma deficiência imunológica, porém há a dependência de uma série de fatores. Os títulos são influenciados pela idade e meio ambiente, sendo difícil estabelecer valores normais. Limitações: a presença de crioaglutininas ou outras não anti A e Anti B pode interferir com a interpretação. Nos indivíduos que não pertencem ao grupo AB, a ausência de isoaglutininas anti-A e anti-B pode evidenciar uma imunodeficiência humoral, avaliando indiretamente a produção de IgM.

 

Referência: Presença de isoaglutininas Anti A e/ou Anti B nos individuos O, B e A.

ISOENZIMAS DA AMILASE

Código: AMILISO

Material: soro

Sinônimo: Amilasemia

Volume: 2.0 mL

Método: Cinético colorimétrico

Volume Lab: 2.0 mL

Rotina: Diária

Resultado: 12 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Para todas as idades, jejum mínimo necessário de 3 horas. Coletar soro.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

No soro humano normal, a atividade da amilase pancreática corresponde a cerca de 30% do total, enquanto a fração salivar é responsável pelos 70% restantes. Valores elevados de amilase total podem corresponder a pancreatites agudas ou crônicas, porém também ocorrem em doenças extrapancreáticas, como caxumba, parotidites não-virais, tumores de ovário etc. O teste de imunoinibição permite a caracterização da fração pancreática isoladamente.

 

Referência: Amilase salivar : 53 a 102 U/L Amilase pancreática : 8 a 53 U/L Amilase total : até 110 U/L

ISOSPORA – Pesquisa

Código: ISOS

Material: fezes

Sinônimo: Pesquisa de Isospora

Volume: 5g de fezes

Método: Ziehl - Neelsen Modificado

Volume Lab: 5g de fezes

Rotina: Diária

Resultado: 4 dias

Temperatura: Sob refrigeração

Coleta: Amostra recente.

Código SUS:

Código CBHPM:

Interpretação:

Uso: diagnóstico diferencial de diarréia crônica; diagnóstico de criptosporidiose. A criptosporidiose tem sido recentemente reconhecida como uma doença humana importante, primeiro, pelo desenvolvimento de condições técnicas que colaborem este dado, segundo pelo crescente contingente de indivíduos imunossuprimidos. O agente causal, Cryptosporidium parvum, é um parasita identificado em amostras de crianças e adultos em muitas partes do mundo, estando geralmente associado a diarréias crônicas em pacientes portadores de HIV. Em indivíduos imunocompetentes, o organismo pode causar uma gastroenterite autolimitada, com sintomas agudos de diarréia, dor abdominal, náuseas e vômitos. Este quadro varia desde situações subclínicas a episódios importantes. Em pacientes portadores de HIV, sua presença pode ser complicada, e a pesquisa de cistos nas fezes pode ser útil na instituição de terapêutica apropriada. As fezes são avaliadas microscopicamente após enriquecimento em meio hipertônico, e a presença de grandes quantidades (eventualmente acompanhadas de leucócitos) é indicativa de criptosporidiose.

 

Referência: Negativa

Unidades 

E-mail

logo qr code.png
whaTAS.png

WhatsApp

Tel.: (21) 2507-2440

Mais do que uma ampla rede de atendimento,o LABORATÓRIO BIOMÉDICO oferece um completo portfólio de exames: Análises Clínicas, Anatomia Patológica, Biologia Molecular, Genética e Citologia.o. É fácil.